Interpretação de temas de “margem”, literaturas e culturas em perspectiva comparada

Autores

  • Maria Antonieta Jordão de Oliveira Borba Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2017.116406

Palavras-chave:

Interpretação, Margem, Desconstrução

Resumo

Este artigo retoma o conceito de “interpretação” derivado das reflexões da Desconstrução francesa, mais especificamente das ideias de Michel Foucault e Jacques Derrida, de modo a não só abastecer pesquisas sobre conteúdos que emergem “à margem”, como também contribuir para o entendimento da formação de identidade de culturas da dependência. Estendendo as reflexões dos filósofos para uma releitura da colonização brasileira será desenvolvida uma exposição pela qual se pretende revelar como a proposta de Literatura comparada de Silviano Santiago é capaz de promover nova perspectiva de compreensão da identidade de países como o Brasil e os da América latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Antonieta Jordão de Oliveira Borba, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Área: CIÊNCIA DA LITERATURA / Linha de pesquisa: História da literatura

Downloads

Publicado

2017-02-03

Como Citar

Borba, M. A. J. de O. (2017). Interpretação de temas de “margem”, literaturas e culturas em perspectiva comparada. Intelligere, 3(1), 3-17. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2017.116406