A indagação da História nos manuscritos literários de Guimarães Rosa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2017.117240

Palavras-chave:

Guimarães Rosa, história, literatura, manuscritos literários

Resumo

O objetivo deste artigo é problematizar as relações entre História e Literatura a partir da proposta metodológica pensada por Carlo Ginzburg, que sugere ao historiador que, ao invés de apenas analisar o produto literário final, ele concentre-se em suas fases preparatórias. Para problematizar isso foram consultados manuscritos de Guimarães Rosa como fontes primárias, e ali encontramos registro de certo questionamento da História. Nossos resultados sublinham a peculiaridade da perspectiva  rosiana sobre o processo histórico, especialmente  ao ressignificar o conflito entre os letrados e os iletrados, que é um dos mais violentos e silenciosos de nossa História Cultural até hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Rodrigues, Universidade de São Paulo

Possuo graduação em HISTÓRIA pela Universidade de São Paulo (2003),  mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (2009) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (2014) . Tenho  experiência na área de História, com ênfase em História Cultural e Teoria da História, atuando principalmente nos seguintes temas: José Saramago ; João Guimarães Rosa ; História e Literatura, História e Infânciae História e Humor.

Referências

Manuscritos Literários de Guimarães Rosa no acervo do IEB e da Fundação Casa Ru Barbosa;

BENJAMIN, Walter. ‘Sobre o conceito de História’.

BORDINI, Maria da Glória. ‘Acervos literários e o descentramento da História’.

DAHER, Andrea. A oralidade perdida: ensaios de história das práticas letradas

FARGE, Arlette. O Sabor do arquivo.

GALLAGHER, CATHERINE & GREENBLATT, STEPHEN. A Prática do Novo

Historicismo.

GINZBURG, Carlo. Relações de Força: História,retórica, Prova.

GOMES, Angela Castro. ‘Nas malhas do feitiço’.

HUNT, Lynn (org) (1995). A Nova História Cultural. Trad. Jefferson Luiz Camargo.

São Paulo: Martins Fontes, 1995.

LE GOFF, Jacques. ‘Documento/Monumento’.

PINO, Claudia Amigo & ZULAR, Roberto. Escrever sobre escrever – uma introdução

VASCONCELLOS, Eliane. ‘Manuscritos literários e pesquisa’. Letras hoje (Porto

Alegre), v. 45,no. 4, p. 20-24, out./dez.2010.

RODRIGUES, Camila. Escrevendo a lápis de cor : Infância e história na escritura de

Guimarães Rosa.

ROSA, João Guimarães. Tutaméia: terceiras estórias. Rio de Janeiro: José Olympio, 1967.

SEVCENKO, Nicolau. ‘Com quantos mitos se faz a realidade?

ZUMTHOR, Paul. A letra e a voz: a ‘literatura’ medieval.

Downloads

Publicado

2017-02-03

Como Citar

Rodrigues, C. (2017). A indagação da História nos manuscritos literários de Guimarães Rosa. Intelligere, 3(1), 42-58. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2017.117240