PERCEPÇÃO E CONFORTO DOS USUÁRIOS DO PARQUE TRIANON EM SÃO PAULO/SP

Autores

  • Léa Yamaguchi Dobbert Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Alessandra Rodrigues Prata-Shimomura Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Helena Cristina Padovani Zanlorenzi Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Maria de Assunção Ribeiro Franco Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v8i2p59-73

Palavras-chave:

Conforto térmico, Ambiente urbano, Microclima, Parque Trianon, Classificação supervisionada

Resumo

O excesso de impermeabilização do solo e a crescente verticalização, unidos ao adensamento dos grandes centros metropolitanos, têm prejudicado as condições térmicas do espaço urbano. A presença de vegetação em parque urbanos pode atenuar esses efeitos na medida em que proporciona maior conforto aos seus usuários. O presente estudo analisou a percepção e conforto dos usuários do parque Tenente Siqueira Campos (Trianon) na cidade de São Paulo. A quantidade de cobertura arbórea na área de estudo, assim como em seu entorno, foi calculada pelo método de classificação supervisionada. Para a avaliação das condições térmicas foram aferidas as seguintes variáveis climáticas: temperatura e umidade relativa do ar, temperatura de globo e a velocidade do vento, a fim de verificar as condições do microclima local. Questionários, contendo questões relacionadas ao conforto  e à sensação térmica foram aplicados aos usuários para detectar o grau de satisfação em relação ao parque. Constatou-se, pelo relato dos entrevistados, que estes demonstraram satisfação e bem estar no local analisado. As variáveis climáticas aferidas mostraram condições de microclima agradável com temperatura (máx. 29°C e mín. 22,80°C) e umidade relativa (máx. 69% e mín. 49%) contribuindo assim para o conforto de seus usuários. Evidenciou-se a interferência da presença de vegetação na sensação de bem estar da população entrevistada comprovando a influência positiva  das árvores inseridas no meio urbano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Léa Yamaguchi Dobbert, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Possui graduação em Arquitetura  e Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1987), mestrado em ciências pelo departamento de Recursos Florestais/ Universidade de São Paulo/ ESALQ (2011), doutorado em ciências  pelo departamento de Recursos Florestais/ Universidade de São Paulo/ ESALQ. Pós doutorado em andamento pelo departamento de Projetos da Faculdade de Arquitetura Urbanismo e Design FAU/USP.

Alessandra Rodrigues Prata-Shimomura, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Arquiteta, Professora doutora do Depto. de Tecnologia da arquitetura – FAU/USP

Helena Cristina Padovani Zanlorenzi, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Arquiteta, doutoranda pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU/USP

Maria de Assunção Ribeiro Franco, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Professora Titular do Depto. de Projetos – FAU/USP

Referências

CHENG, V.; NG, E.; CHAN, C.; GIVONI, B. An experiment of urban human thermal comfort in hot and humid sub-tropical city of Hong Kong under high density urban morphological conditions, Hong Kong. In: JAPANESE-GERMAN MEETING ON URBAN CLIMATOLOGY, 2009.Freiburg. Proceedings… Freiburg, 2009.p.179-184

COHEN, P.; POTCHTER, O.; MATZARAKIS, A. Daily and seasonal climatic conditions of green urban open spaces in the Mediterranean climate and their impact on human comfort, Building and Environment V.51, 2012, p. 285-295

DACANAL, C.; LABAKI, L. C. Vamos passear na floresta! O conforto térmico em fragmentos florestais urbanos, Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 10, p.115-132, 2010

DIMOUDI, A.; NIKOLOPOULOU M. Vegetation in the urban environment: microclimatic analysis and benefits. Energy Building, v.35, p.69-76, 2003

DOBBERT, L. Y.; PRATA-SHIMOMURA, A. R.; MENDES, F. H.; SILVA FILHO, D. F. The influence of tree canopy cover on urban thermal comfort, Pluris - reinventar a cidade em tempos de mudança, 6º congresso luso-brasileiro para planeamento urbano, regional, integrado e sustentável, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, p.1509-1516,2014.

HARTIG, T.; MITCHELL, R.; DE VRIES, S.; FRUMKIN, H. Nature and health. Annu Rev Public Health, V.35, P. 207-228, 2014.

KÁNTOR, N.; UNGER, J. The most problematic variable in the course of human-biometeorological comfort assessment – the mean radiant temperature, Central European, Journal of Geosciences v.3, p.90-100, 2011.

KAPLAN, S.; KAPLAN, R. Cognition and environments, functioning in an uncertain world. Ann Arbor: University of Michigan; Ed. Ulrich’s Books, 287 p., 1983.

KAPLAN, S. The Restorative Benefits of Nature: Toward an Integrative Framework. Journal of Environmental Psychology, v. 15, p.169-182, 1995.

MC PHERSON, E. G.; SIMPSON, J. R.; XIAO, Q.; WU, C. Million trees Los Angeles canopy cover and benefit assessment. Landscape and Urban Planning, Amsterdam, v. 99, p. 40–50. 2011.

NORTON, B. A.; COUTTS, A. M.; LIVESLEV, S. J.; HARRIS, R. J.; HUNTER, A. M.; WILLIAMS, N. S. G. Planning for cooler cities: A framework to prioritise green infrastructure to mitigate high temperatures in urban landscapes. Landscape and Urban Planning, v.134, p. 127–138, 2015.

OLIVEIRA, L. A.; MASCARÓ, J. J. Análise da qualidade de vida urbana sob a ótica dos espaços públicos de lazer. Ambiente Construído, v. 7, n. 2, 2007, p. 59 – 69.

SENANAYAKE, I. et al. Remote sensing based analysis of urban heat islands with vegetation cover in Colombo city, Sri Lanka using Landsat-7 ETM+ data. Urban Climate 5, p. 19-35, 2013.

SHASHUA-BAR, L.; TSIROS, I. X.; HOFFMAN, M. E.. A modeling study for evaluating passive cooling scenarios in urban streets with trees. Case study: Athens, Greece, Building and Environment , 45, p.2798-2807, 2010.

SHASHUA-BAR, L.; PEARLMUTTER, D.; ERELL, E. The influence of trees and grass on outdoor thermal comfort in a hot-arid environment. International Journal of Climatology, Chichester, v. 31, p. 498-506. 2011.

SPANGENBERG, J., SHINZATO, P., JOHANSSON, E., DUARTE, D. Simulation of the influence of vegetation on microclimate and thermal comfort in the city of São Paulo, Revsbau, V.3, n.2, p. 1-19, 2008.

ULRICH, R. S. Natural versus urban scenes: some psychophysiological effects. Environment & Behavior, Ann Arbor, v. 13, n. 5, p. 523-556, 1981.

ULRICH, R. S. Health Benefits of Gardens in Hospitals. Paper for conference, Plants for People, International Exhibition Floriade, 2002, 10p.

Downloads

Publicado

2017-09-11

Como Citar

Dobbert, L. Y., Prata-Shimomura, A. R., Zanlorenzi, H. C. P., & Franco, M. de A. R. (2017). PERCEPÇÃO E CONFORTO DOS USUÁRIOS DO PARQUE TRIANON EM SÃO PAULO/SP. Revista LABVERDE, 8(2), 59-73. https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v8i2p59-73

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 > >>