Infraestrutura Verde

Uma estratégia de conexões da paisagem em Londrina-PR

Palavras-chave: Infraestrutura Verde, Corredores Ecológicos, Sistemas de Espaços Livres, Restauração Ecológica, Ecologia da Paisagem

Resumo

Na busca de sustentabilidade ambiental, muito tem se falado a respeito da ecologia da paisagem. Já há algumas décadas, diversas pesquisas têm definido estratégias de implementação de infraestruturas verdes com o objetivo de melhorar a integração entre áreas verdes e urbanizadas. Este artigo propõe um sistema de espaços livres urbanos estruturados por quatro elementos principais localizados na Microbacia do Ribeirão Cambé, na cidade de Londrina (PR). Por meio de uma conexão entre o parque Arthur Thomas, o lago Igapó I, o córrego Tucanos e o córrego Capivara, o sistema proposto busca desempenhar múltiplas funções relativas ao equilíbrio hidrológico/ecológico da bacia e das áreas florestadas. A integração formaria um conjunto de espaços públicos destinados ao lazer e ao convívio social, estabelecendo uma relação da natureza com a paisagem urbana local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Silva Olak, Universidade Estadual de Londrina

Mestrando pelo Programa de Mestrado Associado UEL/UEM em Arquitetura e Urbanismo
LATTES: http://lattes.cnpq.br/3502351355479145

Ana Luiza Favarão Leão, Universidade Estadual de Londrina

Mestranda pelo Programa de Mestrado Associado UEL/UEM em Arquitetura e Urbanismo
LATTES:  http://lattes.cnpq.br/7936129032973993

Nancy Cifuentes, UNOPAR - Universidade Norte do Paraná

Arquiteta e Urbanista. Docente da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)
LATTES: http://lattes.cnpq.br/7010775532361481

Karin Schwabe Meneguetti, Universidade Estadual de Maringá

Professora associada de graduação e pós-graduação e pesquisadora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Maringá (UEM)
LATTES: http://lattes.cnpq.br/3524768907727142

Referências

AHERN, J. Greenways as a planning strategy. Landscape and Urban Planning, v. 33, n. 1–3, p. 131–155, 1995.

ARAUJO, R. S. de. Micro bacia do Ribeirão Cambé- Londrina-PR: Levantamento ambiental utilizando técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto. Trabalho de conclusão de curso Bacharelado em Geografia. Candidato. UEL, 2004.

BALLAROTTI, C. R. PARQUE MUNICIPAL ARTHUR THOMAS EM LONDRINA - PR: conflitos políticos e socioambientais em um território de diversidade (1975-2009). Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História Social – Linha de Pesquisa “Territórios do Político” – do Centro de Ciências Humanas da Universidade Estadual de Londrina., 2010.

CORMIER, N. S.; PELLEGRINO, P. R. M. Infra-Estrutura Verde : Uma Estratégia Paisagística Para a Água Urbana Green Infrastructure : a Natural Systems Approach To Stormwater in. Paisagem e Ambiente: Ensaios, v. 25, p. 127–142, 2008.

FÁBOS, J. G. Greenway planning in the United States: Its origins and recent case studies. Landscape and Urban Planning, v. 68, p. 321–342, 2004.

GODRON, R. T. T. F. & M. Landscape Ecology. Environmental Conservation - ENVIRON CONSERV, v. 16, 1989.

GOMES, A. L.; PETRUCCI-FONSECA, F.; FERRÃO, G.; FONSECA, A. Corredores Para a Vida Selvagem Com Base Na Modelação Espacial Das Perturbações Ambientais E a Sua Utilidade Para a Conservação Do Lobo- Ibérico : Processos Metodológicos. 17o Congresso da APDR, p. 249–261, 2011.

HAMMAN, P. Sustainable urbanism. Rethinking Nature: Challenging Disciplinary Boundaries, n. 317367, p. 176–186, 2017.

JESUS, W. F. de; SILVA, M.; ANTUNES, L. F. Avaliação da vegetação urbana como indicador da qualidade sócio-ambiental da cidade de Londrina-PR. Simp, Anais X V Remoto, Sensoriamento, n. 2001, p. 1067–1074, 2011.

LACHER, I.; WILKERSON, M. L. Wildlife Connectivity Approaches and Best Practices in U.S. State Wildlife Action Plans. Conservation biology : the journal of the Society for Conservation Biology, v. 28, n. 1, p. 13–21, fev. 2014.

MACEDO, S. S.; QUEIROGA, E. F.; GALENDER, F. C.; DEGREAS, H. Os sistemas de espaços livres na constituição da forma urbana contemporânea no Brasil: produção e apropriação (QUAPÁ-SEL II ). Paisagem Ambiente: ensaios, n. 30, p. 137–172, 2012.

MAGNOLI, M. M. Em busca de “outros” espaços livres de edificação. Paisagem Ambiente: ensaios, n. 21, p. 141–174, 2006.

MCHARG, I. Design with nature. Landscape Research, v. 40, n. 7, p. 773–794, 2000.

MENEGUETTI, K. S. De cidade-jardim a cidade sustentável : Potencialidades para uma estrutura ecológica urbana em Maringá - PR. TESE DE DOUTORADO FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: PAISAGEM E AMBIENTE., p. 205, 2007.

PELLEGRINO, P. R. M. Pode-se Planejar a Paisagem? [s.l: s.n.]v. 13

PELLEGRINO, P. R. M.; GUEDES, P. P.; PIRILLO, F. C.; FERNANDES, S. A. A paisagem da borda: uma estratégia para a condução das águas, da biodiversidade e das pessoas. Rios e Paisagens Urbanas em cidades brasileiras. Rio de Janeiro: Viana & Mosley: Ed. PROURB, p. 57–76, 2006.

RIBEIRO, A. R. P.; VAZQUEZ, E. G.; MIGUEZ, M. G. Corredores Verdes Multifuncionais – Um Conceito DE INTEGRAÇÃO AMBIENTAL URBANA. XIV ENTAC - Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, n. 1, p. 3526–3531, 2012.

TARDIN, R. Ordenação Sistêmica da Paisagem. I ENANPARQ - Simpósio Temático: Arquitetura, Urbanidade e Meio Ambiente., 2010.

YIN, R. K. Estudo de caso: Planejamento e Métodos. 2o ed. São Paulo: BOOKMAN COMPANHIA EDITORA, 2001.

Publicado
2020-05-07
Como Citar
Olak, A., Leão, A. L., Cifuentes, N., & Meneguetti, K. (2020). Infraestrutura Verde. Revista LABVERDE, 10(1). https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.labverde.2020.146509

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)