A interface música e psicologia: uma perspectiva histórico-analítica

Autores

  • Luiz César Marques Magalhães Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v15i1.114706

Palavras-chave:

Psicologia da Música, Educação Musical, Musicologia, Cognição

Resumo

Este artigo analisa a interface música e psicologia a partir da segunda metade do século XIX, identificando e discutindo áreas de interesse, problemas e pesquisas em comum. Os resultados da pesquisa foram organizados em torno de três eixos de análise: razão, subjetividade e psicotécnicas. Construído em torno destes eixos, o texto apresenta uma perspectiva histórico-analítica que permite uma melhor compreensão do estágio atual de desenvolvimento da psicologia da música e as suas ramificações, bem como das dificuldades presentes no desenvolvimento de modelos, testes e avaliações na área de Música, em particular sobre inteligência musical. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-26

Como Citar

Magalhães, L. C. M. (2015). A interface música e psicologia: uma perspectiva histórico-analítica. Revista Música, 15(1), 127-146. https://doi.org/10.11606/rm.v15i1.114706

Edição

Seção

Artigos