Uma suíte, sua entabulação e a poética do alaúde barroco: considerações sobre a Suite em Sol Menor BWV 995 de Johann Sebastian Bach

Autores

  • Renato de Carvalho Cardoso Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho. Instituto de Artes

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v16i1.125016

Palavras-chave:

Alaúde barroco, Tablatura, Transcrição, Fontes Primárias

Resumo

Este trabalho trata da contraposição entre a Suite em Sol menor para alaúde barroco, BWV 995, de Johann Sebastian Bach, com o manuscrito de época feito por um entabulador anônimo, conforme documentada no chamado Manuscrito de Leipzig (Coleção Becker III. 11. 3). Parte-se da ideia de que há um desalinhamento entre a obra concebida pelo compositor e a tradição instrumental na qual ela seria executada. Através de um procedimento comparativo de fontes, essa diferença será analisada em três tópicos: alteração do texto para fins de exequibilidade ao alaúde (supressão de notas, transposição de oitava, deslocamento rítmico); ornamentação (uníssonos alaudísticos, adição substanciosa de ornamentos, ornamentação do sujeito na fuga); articulação (ligados técnicos, de textura e fraseológicos, overlegato, articulação assimétrica). Dada a qualidade da adaptação à tablatura, é de conjectura entre musicólogos que o autor dessa entabulação seja um alaudista de alto nível profissional, do calibre de compositores como Silvius Leopold Weiss (1687 – 1750) ou Adam Falkenhagen (1697 – 1761), o que faz dessa fonte documental um marco qualitativo da prática interpretativa do barroco tardio. A reflexão empreendida busca valorizar a poética interpretativa da tradição alaudística no barroco, considerando sua particularidade criativa de se conceber a prática musical. Argumenta-se que fontes primárias como esta sejam de grande relevância para se entender mais de uma tradição instrumental, fruto da vida social dos músicos da época, e que elas devem ter um status privilegiado na abordagem da performance historicamente orientada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato de Carvalho Cardoso, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho. Instituto de Artes

Mestre em Música pelo Instituto de Artes (IA), Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Downloads

Publicado

2016-12-25

Como Citar

Cardoso, R. de C. (2016). Uma suíte, sua entabulação e a poética do alaúde barroco: considerações sobre a Suite em Sol Menor BWV 995 de Johann Sebastian Bach. Revista Música, 16(1), 231-240. https://doi.org/10.11606/rm.v16i1.125016