Ópera, Paixão, Trabalho: "Il Tabarro" de Giacomo Puccini

Autores

  • Jorge Coli Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v2i2.55027

Resumo

O tratamento dado por Puccini ao tema do trabalho em Il Tabarro, tem um interesse particular. Não é umas das óperas mais populares de seu autor. II Tabarro é, entretanto, uma obra-prima. É preciso repetir muitas vezes para aqueles que ficaram surdos por causa de seus preconceitos, que Puccini é imenso compositor. Il Tabarro, ao contrário de suas outras óperas, não se entrega muito facilmente, mas possui prodigiosa densidade. Para uma obra tão curta, onde tudo deve ser necessário, Puccini emprega uma prodigiosa economia de meios. Em II Tabarro as vozes são ainda mais absorvidas pela trama instrumental, mais contínua e presente talvez do que em outras obras. São os instrumentos que se encarregam de dispor os motivos condutores que Puccini emprega de modo intuitivo, inspirado, não programático. A orquestra determina o quadro geral da ação, é o motor do desenvolvimento dramático, a criadora do meio - a paisagem - onde estão imersos os personagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1991-11-01

Como Citar

Coli, J. (1991). Ópera, Paixão, Trabalho: "Il Tabarro" de Giacomo Puccini. Revista Música, 2(2), 91-106. https://doi.org/10.11606/rm.v2i2.55027

Edição

Seção

Artigos