O Manuscrito de Piranga (MG)

  • Paulo Augusto Castagna Pós-graduado pelo Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP

Resumo

De acordo com a literatura especializada e com informações recolhidas entre pesquisadores, o manuscrito de Piranga é um dos mais antigos conjuntos de cópias de música até hoje encontrados no país, e o maior documento musical brasileiro em notação branca já descrito. Não foi possível, ainda, realizar uma análise detalhada das características paleográficas dos textos religiosos. Os primeiros exames, contudo, apontam na direção de uma letra típica da primeira metade do século XVIII. A datação, ainda aproximada, é corroborada por características da grafia musical: a notação branca, as claves e armaduras, os sinais de mensura, a escrita "a cappella" e a disposição das partes vocais nas folhas do documento. Mas o fator que atesta a antiguidade das composições é a sua análise musical, que também será abordada neste artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Augusto Castagna, Pós-graduado pelo Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP
P
Publicado
1991-11-01
Como Citar
Castagna, P. (1991). O Manuscrito de Piranga (MG). Revista Música, 2(2), 116-133. https://doi.org/10.11606/rm.v2i2.55029
Seção
Artigos