Jeff Golyscheff e as Dificuldades de sua Recuperação

Autores

  • Walter Zanini Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v3i1.55035

Resumo

O achado da partitura extraviada do "Trio paro cordas", de 1914, pelo Instituto de Musicologia de Colônia e sua divulgação pela rádio alemã, no início dos anos de 1960, contribuíram decisivamente para a redescoberta do compositor Jeff Golyscheff. Dispõe-se hoje de um registro fundamental de sua produção - embora de teor quase exclusivamente nominal - com um ponto de partida nessa obra escrita para violino, viola e violoncelo, que o fez um dos criadores da música dodecafônica, ao lado de Joseph Mathias Hauer. A esse trabalho inovador, publicado em 1925, em que emprega o princípio da "durata ", recorrendo a elementos seriais e estocásticos, sucederam-se outras peças de vanguarda: as duas óperas escritas em 1915-6: "Cyrano de Bergerac" e "Oper"; músicas de câmara, peças de canto e o poema sinfônico com o título irreverente de "Das eisige Lied, Dauer eine Stunde und 40 Minuten" (contendo uma parte de características prenunciadoras do happening. Num outro momento, ele comporia músicas para os primeiros filmes sonoros alemães e russos. Igualmente, é ele o autor da "Antisinfonia", cujas dissonâncias aturdiram o público em evento do Club Dada de Berlim, em 1919. Entre os seus maiores incentivadores achava-se Ferruccio Busoni. É uma infelicidade que, à exceção do "Trio para cordas ", nenhuma outra de suas partituras subsistisse (ou reaparecesse).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Walter Zanini, Universidade de São Paulo

Historiador de arte e professor titular do Departamentode Artes Plásticas da ECA-USP.

Downloads

Publicado

1992-05-01

Como Citar

Zanini, W. (1992). Jeff Golyscheff e as Dificuldades de sua Recuperação. Revista Música, 3(1), 5-16. https://doi.org/10.11606/rm.v3i1.55035

Edição

Seção

Artigos