A Antífona Virgo Prudentissima de Francisco Gomes da Rocha

Autores

  • Silvio Augusto Crespo Filho Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v4i2.55060

Resumo

Um dos nomes mais destacados entre os músicos das Minas Gerais no Século XVIII é o de Francisco Gomes da Rocha. Seus dados biográficos são escassos, como, de resto, os de todos os outros compositores mineiros da época. Sabe-se que nasceu em Vila Rica e atuou com relevância, como compositor e cantor, nas últimas décadas do século, falecendo a 9 de fevereiro de 1808. Gomes da Rocha revela mestria refinada e um estilo mais próximo da música européia de sua época do que seus contemporâneos mineiros. Sua obra deve ter sido extensa, embora só algumas raras peças se encontrem hoje nos arquivos de nossa música colonial. A obra aqui analisada é parte da "Novena de Nossa Senhora do Pilar a 4, com Violinos,  Violas, Trompas e Basso" composta em Vila Rica em junho de 1789. Foi das primeiras obras descobertas por Curt Lange, e por ele restaurada e editada

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvio Augusto Crespo Filho, Universidade de São Paulo

Professor Doutor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

1993-11-01

Como Citar

Crespo Filho, S. A. (1993). A Antífona Virgo Prudentissima de Francisco Gomes da Rocha. Revista Música, 4(2), 131-138. https://doi.org/10.11606/rm.v4i2.55060

Edição

Seção

Artigos