Breve Análise de "Música para as Crianças" (1977) do compositor português Fernando Lopes-Graça (1906-1994)

Autores

  • António Sérgio Azevedo Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v5i2.55077

Resumo

Compostas em 1977, estas vinte e oito pequenas peças infantis representam, no imenso catálogo de Lopes-Graça, aquela faceta didática e lúdica que sempre esteve presente na sua obra de compositor. Artista profundamente consciente do seu papel na sociedade enquanto músico interveniente, tanto do ponto de vista político como social e cultural, Graça sempre utilizou a sua Arte para o embate ideológico e para o crescimento cultural de todo um Povo. Obras mais típicas dessa intervenção são as célebres "Canções e Marchas", mais tarde conhecidas como "Canções Heróicas", quase todas as peças para coros amadores (entre as quais as "Canções Regionais Portuguesas"), e ainda coleções para piano como o "Álbum para jovens pianistas" e as vinte e oito miniaturas infantis, que aqui irão ser o objeto de uma análise mais detalhada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

António Sérgio Azevedo, Universidade Nova de Lisboa

Compositor, Professor Assistente na Escola Superior de Música de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa

Downloads

Publicado

1994-12-08

Como Citar

Azevedo, A. S. (1994). Breve Análise de "Música para as Crianças" (1977) do compositor português Fernando Lopes-Graça (1906-1994). Revista Música, 5(2), 111-132. https://doi.org/10.11606/rm.v5i2.55077

Edição

Seção

Artigos