Domenico Scarlatti em Portugal: O Som Italiano no MM 58 da Universidade de Coimbra

Autores

  • José Maria Pedrosa Cardoso Universidade de Coimbra

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v11i0.55097

Resumo

Para conhecer Domenico Scarlatti (1685-1757), a sua vida e a sua obra, é obrigatório segui-lo em Portugal. Todavia, para além de estudos pontuais, não existe uma avaliação rigorosa e completa do rasto português de Scarlatti. Do mesmo modo, falta a correcta avaliação e justificação da sua obra portuguesa: a que foi intencional e a que produziu e deixou ao cuidado e interesse dos seus amigos. Sem pretender eliminar a lacuna do conhecimento, este trabalho responde simplesmente a um desafio feito à sombra da celebração do tricentenário do nascimento de Carlos Seixas (1704-1742) e à luz dos manuscritos da Universidade de Coimbra: explicar a presença de uma sonata de Domenico Scarlatti, como nº 10 do índice de um volume com 30 Tocatas de Carlos Seixas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Maria Pedrosa Cardoso, Universidade de Coimbra

Professor da Universidade de Coimbra

Downloads

Publicado

2006-12-17

Como Citar

Cardoso, J. M. P. (2006). Domenico Scarlatti em Portugal: O Som Italiano no MM 58 da Universidade de Coimbra. Revista Música, 11, 45-62. https://doi.org/10.11606/rm.v11i0.55097

Edição

Seção

Artigos