Sobre a performance: o ponto de vista da musicologia

  • John Rink University of Cambridge

Resumo

Este artigo examina uma série de abordagens musicológicas em relação à
performance musical. Aborda-se, primeiramente, o lugar da música erudita ocidental no âmbito do mundo da performance em geral; em seguida, consideram-se os meios retrospectivos pelos quais os musicólogos investigaram performances individuais e as diversas questões relacionadas. Em seguida, a discussão se volta para a aplicação prática da pesquisa à performance. Um estudo de caso do Noturno em Mi bemol maior Op. 9 No. 2 de Chopin demonstra como as lacunas entre a pesquisa e a prática podem ser preenchidas de modo a realçar o momento de verdade que cada performance representa. A ênfase é colocada sobre a necessidade tanto de uma mediação como de uma compreensão contextualizada do que quer que seja que a investigação histórica, analítica, bem como outros modos de pesquisa, possam oferecer ao intérprete.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-06-17
Como Citar
Rink, J. (2012). Sobre a performance: o ponto de vista da musicologia. Revista Música, 13(1), 32-60. https://doi.org/10.11606/rm.v13i1.55105
Seção
Artigos