Planejamento composicional do "Ponteio Nº 1" de Pedro Miguel a partir da modelagem do "Ponteio Nº 11" de Guarnieri

Autores

  • Pedro Miguel de Moraes Universidade Federal de Campina Grande
  • Liduino Pitombeira Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v13i1.55108

Resumo

Este artigo trata da modelagem do sistema composicional do Ponteio Nº 11, de Camargo Guarnieri, e tem como objetivo identificar, com base na análise de certos parâmetros musicais desta peça, um conjunto de prescrições hipoteticamente utilizadas em sua construção. Tais prescrições, devem, posteriormente, viabilizar a composição de peças originais. A modelagem de sistemas composicionais é, dessa maneira, um trabalho de reengenharia, no qual se busca realizar o caminho inverso da composição, isto é, partindo da obra, chega-se a um conjunto de definições que possam ter sido um ponto de partida para sua construção. Assim, o sistema modelado a partir do Ponteio Nº 11 de Guarnieri foi utilizado na composição do Ponteio Nº 1, de Pedro Miguel, a fim de verificar a capacidade do sistema composicional modelado de captar certas peculiaridades estéticas e preceitos de conexão paramétrica, bem como os aspectos micro e macroestruturais da peça em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-17

Como Citar

de Moraes, P. M., & Pitombeira, L. (2012). Planejamento composicional do "Ponteio Nº 1" de Pedro Miguel a partir da modelagem do "Ponteio Nº 11" de Guarnieri. Revista Música, 13(1), 136-154. https://doi.org/10.11606/rm.v13i1.55108

Edição

Seção

Artigos