Problemas Estéticos e Sociológicos da Música Eletroacústica

  • Herman Sabbe Universidade de Gant; Universidade de Bruxelas

Resumo

Este artigo trata do problema estético da liberdade de criação, que parece estar no centro de qualquer reflexão teórica sobre esta instituição que é o estúdio de música eletrônica e constituir o dado fundamental, senão determinante, de sua política. Os poderosos novos meios mnemotécnicos, que são para o pensamento musical a gravação eletromagnética do som sobre fita, seguida pela retenção de suas coordenadas na memória digital, já tiveram em parte - e teoricamente deveriam ter a longo prazo - a mesma influência que tiveram outrora a escrita musical primeiro e depois a técnica da edição musical sobre a evolução do pensamento, da produção e da distribuição musicais. Por isso, é necessário que uma reflexão atenta embase a política daqueles que têm a responsabilidade institucional desses meios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Herman Sabbe, Universidade de Gant; Universidade de Bruxelas
Diretor do Departamento de Musicologia e do Instituto de Psicoacústica e Música Eletrônica da Universidade de Gant; professor da Universidade de Bruxelas
Publicado
1999-12-06
Como Citar
Sabbe, H. (1999). Problemas Estéticos e Sociológicos da Música Eletroacústica. Revista Música, 10, 211-215. https://doi.org/10.11606/rm.v10i0.61757
Seção
Artigos