Des-En-terrando achados: vistas sobre a África das diásporas

Autores

  • Marta Heloísa Leuba Salum Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. Área de Etnologia Africana.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2012.107410

Palavras-chave:

África, estudos de cultura material, Arte africana, estética bantu, iconografia, metalurgia, Brasil, coleções de etnologia africana, Imaginário África-Brasil

Resumo

Neste artigo apresentamos considerações sobre o uso da iconografia etnológica na abordagem da cultura material da África, a partir de pesquisas que temos realizado sobre as coleções museológicas do MAE/USP e Museu Paraense Emílio Goeldi-MPEG/MTCI. Tais considerações emergiram diante de certos objetos africanos relacionados a contextos negro-africanos no Brasil, mas concernem especialmente a estudos sobre formas e grafismos típicos das artes de sociedades de línguas bantu da África central, do final do século XIX à metade do século XX. Apontamos para a prudência com que essa iconografia, grafismos e formas devem ser tratados quando de sua aplicação como fonte de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-11-26

Como Citar

Salum, M. H. L. (2012). Des-En-terrando achados: vistas sobre a África das diásporas. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (22), 195-218. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2012.107410

Edição

Seção

Artigos