Vídeo & pesquisa antropológica: encontros e desencontros

Autores

  • Carlos Francisco Pérez Reyna Universidade de Campinas. Insituto de Artes. Departamento de Multimeios

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.1996.109264

Palavras-chave:

Pesquisa de campo - Filme antropológico - Imagem animada - Observador - Observado - Feedback - Observação compartilhada - Observado filmado - Análises imagéticas - Observação diferida - BastidoresAntropologia Visual.

Resumo

Desde a sua invenção, as imagens em movimento vêm sendo utilizadas de diferentes maneiras. Tanto como ferramenta de pesquisa nos fenô­ menos culturais, quanto instrumento para ilustração e difusão das pesquisas. A práxis videográfica precisa de propostas metodológicas que possam ir muito além da simples utilização das imagens animadas como instrumento de registro. É por isso que, baseados em nossas experiências e análises imagéticas tentamos refletir as especificidades, potencialidades e, sobretudo, algumas considerações metodológicas a respeito da utilização videográfica em pesquisa de campo. Como resultado disso, levantamos certos fragmentos incômodos destes encontros e desencontros entre o vídeo e a pesquisa antropológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-12-12

Como Citar

Reyna, C. F. P. (1996). Vídeo & pesquisa antropológica: encontros e desencontros. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (6), 255-267. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.1996.109264

Edição

Seção

Artigos