O homem do Rio das Almas: remanescentes esqueletais humanos do GO-Ni.217, Sítio Abrigo Tuvira, município de Barro Alto, Estado de Goiás, Brasil.

Autores

  • Dilamar Candida Martins Universidade Federal de Goiás. Museu Antropológico. Departamento de Ciências Sociais da Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia. Laboratório de Arqueologia
  • Maria Elisa Borges Universidade Federal de Goiás. Departamento de Morfologia
  • Sérgio Francisco S. M. da Silva Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Sílvia Cristina Piedade Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2002.109439

Palavras-chave:

Arqueologia brasileira - Testemunhos esqueletais humanos - Alto Rio Tocantins.

Resumo

O Homem do Rio das Almas: remanescentes esqueletais humanos do GO-Ni.217, Sítio Abrigo Tuvira, decorre de pesquisa sistemática-campo e laboratório-, realizada por equipe interdisciplinar, a fim de atender ao comprometimento da disciplina arqueológica com a comunidade, na extroversão dos conhecimentos adquiridos relativos aos enterramentos pretéritos. Trata-se de material biológico constituído por componentes inorgânicos, principalmente fosfato e carbonato de cálcio, e orgânicos - osseína. Esses componentes que se combinam são responsáveis pela formação das diferentes estruturas ósseas, conforme a parte e a função do osso. Considerado como material anisotrópico, os ossos arqueológicos, nesse caso, sofrem alterações química e física, complexas e variadas. O grau de deterioração por eles apresentados decorre de diferentes fatores relacionados não só à sua estrutura, composição química e ações anteriores ao soterramento, como também às condições ambientais e ao tempo em que permaneceram enterrados. Assim, os testemunhos esqueletais humanos, registros arqueológicos relativamente raros no contexto intemo de sítios do interior do Brasil, representam fontes potenciais de respostas para questões de ordem sócio-cultural e econômica sobre as populações pretéritas e necessitam de estudos, análises e tratamentos prévios para a consolidação, o acondicionamento, o armazenamento e a musealização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Francisco S. M. da Silva, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

Doutorando em Arqueologia

Sílvia Cristina Piedade, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

Especialista em curadoria de acervo arqueológico

Downloads

Publicado

2002-12-18

Como Citar

Martins, D. C., Borges, M. E., Silva, S. F. S. M. da, & Piedade, S. C. (2002). O homem do Rio das Almas: remanescentes esqueletais humanos do GO-Ni.217, Sítio Abrigo Tuvira, município de Barro Alto, Estado de Goiás, Brasil. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (12), 55-70. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2002.109439

Edição

Seção

Artigos