O aniconismo revisto: as diferentes abordagens na interpretação da iconografia primitiva budista.

Autores

  • Cibele E.V. Aldrovandi Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2002.109445

Palavras-chave:

Iconografia - Budismo - Gandhâra - Mathurã - Aniconismo.

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir as principais correntes teóricas utilizadas para explicar a origem da imagem do Buda sob uma perspectiva histórica e arqueológica. Durante o final do século XIX, os acadêmicos ocidentais acreditaram que teria sido necessária uma influência greco-romana em Gandhãrapara o surgimento da imagem do Buda. Essa premissa foi associada à Teoria do Aniconismo, cunhada pelos estudiosos europeus para explicar a ausência de representações antropomórficas do Buda nos baixos-relevos do Budismo primitivo. Pesquisas realizadas ao longo do século XX, demonstraram que a representação iconográfica do Buda Sãkyamuni deu-se inicialmente na região de Mathurã. A partir da década de 80, diferentes abordagens foram desenvolvidas para interpretar a arte primitiva budista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cibele E.V. Aldrovandi, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

Doutoranda em Arqueologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2002-12-18

Como Citar

Aldrovandi, C. E. (2002). O aniconismo revisto: as diferentes abordagens na interpretação da iconografia primitiva budista. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (12), 177-203. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2002.109445

Edição

Seção

Artigos