Arqueologia Jê no sertão paulista: os Kayapó Meridionais na bacia do Rio Grande - SP

Autores

  • Renan Pezzi Rasteiro Museu de Arqueologia e Etnologia Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2016.137283

Palavras-chave:

Kayapó Meridional, Bacia do Rio Grande, Norte de São Paulo, Arqueologia regional.

Resumo

Esse artigo apresenta informações relacionadas à arqueologia e etno-história da região norte do estado de São Paulo. A pesquisa concentra-se no contexto da bacia do Rio Grande tendo como foco os grupos indígenas Jê, denominados nos relatos históricos da área pelo etnônimo de Kayapó Meridionais, que ocuparam o território entre os séculos XVII e XX. Os relatos de cronistas, naturalistas, viajantes e exploradores que percorreram a região e produziram vasta documentação em conjunto com os dados arqueológicos fornecem subsídios que contribuem para o debate da inserção dos indígenas na formação da história regional. Por meio do levantamento e da sistematização destas informações busca-se elaborar e fornecer dados sobre esses povos que permitam uma melhor compreensão sobre a ocupação Jê no Brasil, colaborando assim, com as futuras apesquisas arqueológicas na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Pezzi Rasteiro, Museu de Arqueologia e Etnologia Universidade de São Paulo

Mestre em Arqueologia pelo Programa de Pós-Graduação
em Arqueologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da
USP – MAE/USP.

Referências

Afonso, M.C. 2009. Um painel da Arqueologia pré-histórica no Estado de São Paulo: os sítios cerâmicos. Especiaria - Cadernos de Ciências Humanas 11 (20 e 21):127-155.
Ataídes, J.M. 1998. Sob o signo da violência: colonizadores e Kayapó do Sul no Brasil Central. Editora da Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Brochado, J.J.P. 1984. An ecological model of the spread of pottery and Agriculture into Eastern South America. Thesis PhD. University of Ilinois at Urbana-Champaign, UrbanaChampaign.
Calderón, V.A. 1967/1968. A fase Aratu no Recôncavo e litoral norte do Estado da Bahia. PRONAPA n.3, Publicações Avulsas 13, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém.
Calderón, V.A. 1969/1970. Contribuição para o conhecimento da Arqueologia do Recôncavo e do sul do Estado da Bahia. PRONAPA n.5, Publicações Avulsas 26, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém.
Casal, M.A. 1976. Corografia brasílica ou relações histórico-geográfica do Reino do Brasil. Belo Horizonte, Ed. Itatiaia; São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo. Documentos Interessantes para a História e Costumes de São Paulo, Vol. XXII. 1896. Arquivo do Estado de São Paulo. Typographia da Companhia Industrial de São Paulo, São Paulo.
Eremites de Oliveira, J. 2007. Cultura material e identidade étnica na Arqueologia brasileira: um estudo por ocasião da discussão sobre tradicionalidade da ocupação Kaiowá da terra indígena Sucuri’y. Revista Sociedade e Cultura 10 (1): 95-113.
Eremites de Oliveira, J., Viana, S.A. 1999/2000. O Centro-Oeste antes de Cabral. Revista da USP 44: 142-189.
Eschwege, W.L.v. 1996. Brasil, novo mundo. Domício de Figueiredo Murta (Trad). Centro de Estudos Históricos e Culturais. Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte.
Giannini, I.V. 1991. A ave resgatada: “A impossibilidade da leveza do ser”. Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo.
Giraldin, O. 1994. Cayapó e Panara: Luta e sobrevivência de um povo. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual de Campinas, Campinas.
Giraldin, O. 2000. Renascendo das cinzas: Um histórico da presença Cayapó-Panará em Goiás e no Triângulo Mineiro. Sociedade e Cultura. Revista de Ciências Sociais 3: 1-23.
Kok, G.P. 2004. O sertão itinerante: expedições da capitania de São Paulo no século XVIII. Hucitec Fapesp, São Paulo.
Lourenço, L.A.B. 2005. A oeste das Minas: índios, escravos e homens livres numa fronteira oitocentista. Edufu, Uberlândia/MG.
Lowie, R.H. 1946. The Southern Cayapó. In: Steward, J. H. (Ed.) Handbook of South American Indians, Vol. 1: The marginal tribes. Smithsonian Institution, Bureau of American Ethnology, Bulletin 143. Washington Government Publishing Office, 519-540.
Mano, M. 2006. Os campos de Araraquara: um estudo de História indígena no interior paulista. Tese de doutorado. Universidade Estadual de Campinas, Campinas.
Monteiro, J.M. 1994. Negros da Terra: índios e bandeirantes nas origens da São Paulo. Ed. Companhia das Letras, São Paulo.
Moraes, C.A. 2007. Arqueologia Tupi no Nordeste do Estado de São Paulo: Um estudo de variabilidade artefatual. Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo.
Mori, R. 2015. Os Aldeamentos Indígenas no Caminho dos Goiases: Guerra, Etnogênese e Identidade no “Sertão do Gentio Cayapó” (Sertão da Farinha Podre). Goiás (1748 – 1816) e Minas Gerais (1816 – 1840). Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia.
Neme, M. 1969. Dados para a História dos índios Caiapós. Anais do Museu Paulista 23: 101-147.
Nimuendáju, C. 1952. Os Gorotire. Revista do Museu Paulista. Nova Série VI: 427-453. Pereira Jr., J.A. 1957. Contribuição para o estudo da Arqueologia do extremo norte paulista. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo 54: 313-357.
Prous, A. 1992. Arqueologia Brasileira. Ed. UNB, Brasília.
Rasteiro, R.P. 2015. Arqueologia dos Jê da Bacia do Rio Grande: história indígena no norte de São Paulo e no Triângulo Mineiro. Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo.
Robrahn-González, E.M. 1996. Os grupos ceramistas pré-coloniais do Centro-Oeste brasileiro. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia 6: 83-121.
Robrahn-González, E.M. 2001. As aldeias circulares do Brasil Central. In: Museu de Arqueologia e Etnologia, Brasil 50 mil anos: uma viagem ao passado pré-colonial. Museu de Arqueologia e Etnologia/USP: 35-43.
Schaden, E. 1954. Os primitivos habitantes do território paulista. Revista de História. USP, Separata do n. 18: 396-411.
Schmitz, P.I., Wüst, I., Copé, S.M., Thies, U.M.E. 1982. Arqueologia do Centro Sul de Goiás. Uma fronteira de horticultores indígenas no Centro do Brasil. Pesquisas, Antropologia 33: 49-102.
Taunay, A.E. 1929. História Geral das Bandeiras Paulistas. Cantou, São Paulo. Urban, G. 1992. A História da cultura brasileira segundo as línguas nativas. In: Carneiro da Cunha, M. (Org). História dos índios no Brasil. Cia das Letras, São Paulo, 87-102.
Wüst, I.; Barreto, C. 1999. Ring Villages of Central Brazil: a challenge for Amazonian archaeology. Latin American Antiquity 10 (1): 03-22. Zanettini Arqueologia. 2007. Programa de Prospecções e Resgate Arqueológico. Área destinada à instalação de planta industrial, Usina Guarani S/A – Unidade Pedranópolis. Município de Pedranópolis, Estado de São Paulo. Relatório Final. IPHAN. Zanettini Arqueologia. 2010. Mosaico Paulista: guia do patrimônio arqueológico do estado de São Paulo. Zanettini Arqueologia, São Paulo.

Downloads

Publicado

2016-12-24

Como Citar

Rasteiro, R. P. (2016). Arqueologia Jê no sertão paulista: os Kayapó Meridionais na bacia do Rio Grande - SP. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (27), 90-102. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2016.137283