Complexidade e Ocupação do Planalto Sul-Brasileiro: Um olhar a partir de São José do Cerrito, Estado de Santa Catarina, Brasil.

Autores

  • Marcus Vinícius Beber Instituto Anchietano de Pesquisas Escola de Humanidades, Universidade do Vale do Rio dos Sinos/UNISINOS.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2016.137297

Palavras-chave:

Arqueologia do Planalto Sul Brasileiro, Casas subterrâneas, Jê Meridionais.

Resumo

A Arqueologia do Planalto Sul Brasileiro tem tido uma onda de novos trabalhos e novas abordagens ao longo dos últimos vinte anos, novas propostase novos enfoques tem permitido rediscutir antigos paradigmas, modelos interpretativos e a compreensão dos fenômenos identificados. Procurou-se aqui, discutir, parte desses modelos a partir de dois enfoques: primeiro uma revisão dos trabalhos já produzidos e por outra a retomada das pesquisas na Área Arqueológicade São José do Cerrito, SC. A partir dessa abordagem, foi possível lançar novas luzes sobre a discussão de emergência de complexidade entre as populações Jê meridionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alcina Franch, J. 1986. El Modelo Teorico de
"Jefatura" y su aplicacion Al Area Andina
Septentrional Norte. Miscelanes Antropologica Ecuatoriana, 6: 265-288.
Araujo, A.G.M. 2001. Teoria e Método em
Arqueologia Regional: Um Estudo de Caso no
Alto Paranapanema, Estado de São Paulo. Tese
de doutorado. São Paulo: Universidade de
São Paulo.
Bandy, M.S. 2001. Population and History in the
Ancient Titicaca Basin. Tese de doutorado.
Berkeley: University of California.
Beber, M.V. 2004. O Sistema de Assentamento dos
Grupos Ceramistas do Planalto Sul-brasileiro:
O caso da Tradição Taquara/Itararé. Tese de
doutorado. São Leopoldo: Universidade do
Vale do Rio dos Sinos.
Beber, M.V. 2005. O Sistema de Assentamento
dos Grupos Ceramistas do Planalto Sul-brasileiro: O caso da Tradição Taquara/Itararé.
Documentos 10: Arqueologia no Rio Grande do
Sul, Brasil. São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas – UNISINOS, p. 05-125.
Blitz, J.H. 1999. Mississippian Chiefdoms and
the Fission-Fusion Process. American Antiquity 64(4): 577-592.
Caldarelli, S.B.; Herberts, A.L. 2002. Estruturas
Habitacionais Escavadas na Bacia do Rio
Chapecó, Extremo Oeste Catarinense.
Pesquisas, Antropologia 58: 139-156.
Chmyz, I. 1967. Dados Parciais sobre a Arqueologia do Vale do Rio Paranapanema.
Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas
– Resultados Preliminares do Primeiro Ano
1965-1966. Belém: Museu Paraense Emílio
Goeldi, Publicações Avulsas 6: 59-78.
Copé, S.M. 2006. Les grands constructeurs précoloniaux du plateau du sud du Brésil: étude de
paysages archéologiques à Bom Jesus, Rio Grande do Sul, Brésil. Tese de Doutorado. Paris:
Université de Paris I Panthéon-Sorbonne.
Copé, S.M.; Saldanha, J.D.M. 2002. Em busca
de um Sistema de Assentamento para o
Planalto Sul-Rio-Grandense: Escavações no
Sítio RS-AN-03, Bom Jesus, RS. Pesquisas,
Antropologia 58: 107-120.
Copé, S.M.; Saldanha, J.D.; Cabral, M.P.
2002. Contribuições para a Pré-história do
Planalto: Estudo da Variabilidade de Sítios
Arqueológicos de Pinhal da Serra, RS.
Pesquisas, Antropologia 58: 121-139.
De Masi, M.A.N. 2002. Apresentação no
Colóquio Casas Subterrâneas. Organização:
Universidade Federal de Santa Maria-Laboratório de Ensino e Pesquisa Arqueológica,
Santa Maria de 13 e 14 de Agosto.
Forsberg, L.L. 1985. Site Variability and Settlement Patterns: an analysis of the hunter-gather
settlement system in the Lule river valley – 1500
B.C/A.D. Tese de Doutorado. Umea: University of Umea.
Fried, M.H. 1967. The evolution of political society:
an essay in political antropology. Nova York:
Random House.
Fried, M.H. 1968. On the Evolution of Social
Stratification and the State. In: Manners,
R.A.; Kaplan, D. (Eds.) Theory in Anthropology: a sourcebook. London: Routledge &
Kegan Paul. 251-260pp.
Iriarte, J.; Behling, H. 2007. The expansion of
Araucaria Forest in the southern Brazilian
highlands during the last 4000 years and
its implications for the development of the
Taquara/Itararé Tradition. Environmental
Archaeology 12(2): 115-127.
Kern, A.A.; Souza, J.O; Seffner, F. 1989a.
Arqueologia de Salvamento e a Ocupação
Pré-Histórica do Vale do Rio Pelotas (Municípios de Bom Jesus e Vacaria). Veritas 35
(133): 99-127.
Kern, A.A.; Souza, J.O; Seffner, F. 1989b.
Arqueologia de Salvamento e a Ocupação
Pré-Histórica do Vale do Rio Pelotas. Veritas
34(134): 277-300.
La Salvia, F. 1983. A Habitação Subterrânea:
Uma Adaptação Ecológica. In: Wiemer,
N.S.G. (Org). A arquitetura no Rio Grande
do Sul. Porto Alegre: Mercado Aberto.
7-26pp.
Mabilde, A.P.T. 1988. O índio Kaingáng do Rio
Grande do Sul no século XIX. In: Documentos 02: Arqueologia no Rio Grande do Sul,
Brasil. São Leopoldo: Instituto Anchietano
de Pesquisas, p. 141-172.
Mentz Ribeiro, P.A. 1980. Casas Subterrâneas
no Planalto Meridional Município de Santa
Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil.
Revista do CEPA 9: 2-52.
Mentz Ribeiro, P.A.; Ribeiro, C.T. 1985. Levantamentos Arqueológicos no Município
de Esmeralda, Rio Grande do Sul, Brasil.
Revista do CEPA 12(14): 49-105.
Miller, E.T. 1967. Pesquisas Arqueológicas
Efetuadas no Nordeste do Rio Grande do
Sul. Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas – Resultados Preliminares do Primeiro Ano
1965-1966. Belém: Museu Paraense Emílio
Goeldi, Publicações Avulsas 6: 15-38.
Monticelli, G.; Landa, B.S. 1999. Vistoria
Arqueológica em Cambará. Revista do CEPA
23(29): 162-169.
Müller, L.M. 2008. Sobre índios e ossos: Estudo de
três sítios de estruturas anelares construídos para
enterramento por populações que habitavam
o Vale do Rio Pelotas no período pré-contato.
Dissertação de mestrado. Porto Alegre:
Pontifícia Universidade Católica do Rio
Grande do Sul.
Oberg, K. 1955. Types of Social Structure among
the lowland Tribes of South and Central
America. American Anthropologist 57: 472-488.
Orejas, A. 1998. El estudio del Paisage: visiones
desde la Arqueología. In: Arqueología Espacial. Teruel, Espanha: Seminario de Arqueología y Etnología Turolense / Instituto de
Estudios Turolenses, v. 19-20, p. 9-19.
Reis, J.A. 1997. Para uma Arqueologia dos Buracos de Bugre: do Sintetizar, do Problematizar,
do Propor. Dissertação de mestrado. Porto
Alegre: Pontifícia Universidade Católica do
Rio Grande do Sul.
Reis, M.J. 1980. A Problemática Arqueológica das
Estruturas Subterrâneas no Planalto Catarinense. Dissertação de mestrado. São Paulo:
Universidade de São Paulo.
Reitz, P.R.; Klein, R.M. 1966. Araucariáceas.
Flora Ilustrada Catarinense. Itajaí: Herbário
Barbosa Rodrigues.
Rogge, J.H.; Schmitz, P.I. 2009. Pequisas Arqueológicas em São Marcos, RS. Pesquisas,
Antropologia 67: 23-132.
Schmitz, P.I. 2003. Projeto Vacaria II: Relatório
da Pesquisa de Janeiro de 2003. Instituto
Anchietano de Pesquisas (inédito).
Schmitz, P.I. et al. 1988. As tradições ceramistas
do Planalto Sul-Brasileiro. Documentos 02:
Arqueologia no Rio Grande do Sul, Brasil. São
Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas – UNISINOS, p. 75-130.
Schmitz, P.I. et al. 2002. O Projeto Vacaria:
Casas Subterrâneas no Planalto Rio-Grandense. Pesquisas, Antropologia 58: 11-106.
Schmitz, P.I.; Arnt, F.V.; Rosa, A.O.; Rogge, J.
2009. Taió, No Vale do Rio Itajaí, SC. O
Encontro de Antigos Caçadores com as
Casas Subterrâneas. Pesquisas, Antropologia
67: 185-320.
Service, E.R. 1975. Las Orígenes del Estado y de
la Civilización. Madrid: Alianza Editorial.
Snarskis, M.J. 1987. The Archeological Evidence for Chiefdoms in Eastern and Central
Costa Rica. In: Drennan, R.D.; Uribe,
C.A. Chiefdoms In The Americas. Boston:
University Press of America, p. 105-117.
Steward, J.H.; Faron, L.C. 1959. Native Peoples
of South America. New York: McGraw-Hill.
Willey, G.R. 1953. Prehisttoric Settlement in the
Virú Valley, Peru. Washington: Smithsonian
Institution, Bureau of American Ethnology
Bulletin, n.15

Downloads

Publicado

2016-12-24

Como Citar

Beber, M. V. (2016). Complexidade e Ocupação do Planalto Sul-Brasileiro: Um olhar a partir de São José do Cerrito, Estado de Santa Catarina, Brasil. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (27), 168-178. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2016.137297