Arqueologia, dinâmica das vertentes e perdas de solo

Autores

  • Julio Cezar Rubin de Rubin Universidade Católica de Goiás. Departamento de Biologia
  • Rosiclér Theodoro da Silva Universidade Católica de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2004.89666

Palavras-chave:

Geoarqueologia, Patrimônio Cultural e Meio Ambiente, Arqueologia,

Resumo

O texto tem como objetivo tecer algumas considerações sobre sítios arqueológicos e dinâmica das vertentes utilizando-se de conhecimentos da Geomorfologia e da Agronomia, como movimentos de massa e perdas de solo. Estas considerações baseiam-se em observações de campo realizadas em pesquisas desenvolvidas no Planalto Central Brasileiro, especialmente nos últimos cinco anos. São apresentados alguns casos nos quais se faz necessária a adoção de práticas geoarqueológicas para uma melhor interpretação do contexto ambiental dos sítios arqueológicos, especialmente a distribuição horizontal e vertical dos vestígios arqueológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Cezar Rubin de Rubin, Universidade Católica de Goiás. Departamento de Biologia

Núcleo de Meio Ambiente do Instituto Goiano de Pré- História e Antropologia/ Departamento de Biologia da Universidade Católica de Goiás (IGPA/BIO/UCG).

Rosiclér Theodoro da Silva, Universidade Católica de Goiás.

Núcleo de Arqueologia do Instituto Goiano de Pré- História e Antropologia da Universidade Católica de Goiás (IGPA/UCG).

Downloads

Publicado

2004-12-09

Como Citar

Rubin, J. C. R. de, & Silva, R. T. da. (2004). Arqueologia, dinâmica das vertentes e perdas de solo. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (14), 179-193. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2004.89666

Edição

Seção

Artigos