O sítio Água Branca: interações culturais dos grupos ceramistas no norte do estado de São Paulo

Autores

  • Marisa Coutinho Afonso Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Camila Azevedo de Moraes Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2006.89709

Palavras-chave:

Cerâmica, Interação cultural, São Paulo

Resumo

O objetivo deste trabalho é discutir as ocupações ceramistas não associadas à tradição Tupiguarani no norte do estado de São Paulo, que evidenciam uma influência dos grupos habitantes do Planalto Central brasileiro, com uma ênfase especial na análise do sítio arqueológico Água Branca, localizado em Casa Branca (SP) e também outros sítios que foram objeto de uma nova análise à luz de problemáticas identificadas recentemente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Azevedo de Moraes, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

Mestrado. Bolsista. Pós-Graduação. Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2006-12-14

Como Citar

Afonso, M. C., & Moraes, C. A. de. (2006). O sítio Água Branca: interações culturais dos grupos ceramistas no norte do estado de São Paulo. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (15-16), 59-71. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2006.89709

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>