O potencial interpretativo das análises tecnológicas: um exemplo amazônico

Autores

  • Juliana Salles Machado Universidade Federal do Rio de Janeiro; Museu Nacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2006.89711

Palavras-chave:

Análise cerâmica, Tecnologia, Amazônia Central, Correlatos físico-químicos

Resumo

O presente trabalho pretende enfatizar a importância da utilização de correlatos fisico-químicos na compreensão do significado das escolhas tecnológicas realizadas no decorrer do processo de produção cerâmica. O levantamento bibliográfico das distintas características de performance obtidas a partir da escolha dos antiplásticos e argilas na produção cerâmica serviu de parâmetro comparativo aos resultados obtidos na utilização conjugada de análises petrográficas e tecnológicas em uma coleção cerâmica proveniente de montículos artificiais do sítio Hatahara, Amazônia Central. A aplicação dessa abordagem visa fornecer subsídios para mapear as distintas prioridades de escolha em cada cadeia operatória, compreendendo melhor as especificidades tecnológicas de cada conjunto artefatual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Salles Machado, Universidade Federal do Rio de Janeiro; Museu Nacional

Doutoranda em Antropologia no Programa de Pós-Graduação
em Antropologia Social. Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2006-12-14

Como Citar

Machado, J. S. (2006). O potencial interpretativo das análises tecnológicas: um exemplo amazônico. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (15-16), 87-111. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2006.89711

Edição

Seção

Artigos