Os Munduruku e as “cabeças-troféu”

Autores

  • Sandra Ferreira dos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Filosofia e Ciências Sociais
  • Adilson Dias Salles Universidade Federal do Rio de Janeiro. Centro de Ciência da Saúde
  • Sheila Maria Ferraz Mendonça de Souza Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)
  • Fátima Regina Nascimento Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional. Departamento de Antropologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89804

Palavras-chave:

Munduruku, Cabeça-troféu, Amazônia, Tomografia computadorizada helicoidal, Mumificação

Resumo

A mumificação de corpos humanos ou de suas partes é uma prática cultural em todo o mundo. Nesse contexto, a mumificação de cabeças humanas, para a confecção de troféus de guerra, teve um importante significado na cultura de vários grupos humanos. Na América do Sul, os Shuar ou Jívaro e os Munduruku, estes últimos na Amazônia brasileira, destacaram-se nessa prática. No caso dos Munduruku, as cabeças-troféu são extraordinários exemplos de mumificação por defumação e pelo uso de substâncias vegetais. Possuíam grande valor simbólico e espiritual para os guerreiros que as obtivessem e preparassem, após as batalhas, como parte de um complexo ritual de confirmação de força e de prestígio. Relacionadas culturalmente à fertilidade, à reprodução e à sobrevivência do grupo, essas cabeças, hoje em Museus, têm sido pouco estudadas. A partir da análise de um exemplar do acervo do Departamento de Antropologia do Museu Nacional, Rio de Janeiro, foi possível confirmar uma série de relatos da literatura e a autenticidade deste espécime.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Ferreira dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Filosofia e Ciências Sociais

Bolsista PIBIC, Curso de História, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ)

Adilson Dias Salles, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Centro de Ciência da Saúde

Departamento de Anatomia,Centro de Ciência da Saúde, Universidade Federal do Rio de Janeiro (CCS/UFRJ)

Sheila Maria Ferraz Mendonça de Souza, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)

Departamento de Endemias Samuel Peixoto/
Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, FIOCRUZ

Downloads

Publicado

2007-12-03

Como Citar

Santos, S. F. dos, Salles, A. D., Souza, S. M. F. M. de, & Nascimento, F. R. (2007). Os Munduruku e as “cabeças-troféu”. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (17), 365-380. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89804

Edição

Seção

Artigos