Los invisibles del Real de Minas. Reflexiones y propuestas en torno al sitio arqueológico de Nóvita Viejo, Alto San Juan-Chocó (Colombia). Siglos XVIII-XIX

Autores

  • Luis Francisco López C. Universidad Nacional de Colombia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89808

Palavras-chave:

Nóvita Viejo, Real de Minas, Escravizados, Transculturação, Arqueologia afrocolombiana

Resumo

Em meio dos conflitos e potencialidades que fazem de Choco um dos departamentos mais controvertidos da Colômbia, a possibilidade de levar a cabo uma intervenção arqueológica no antigo Real de Minas de San Francisco de Nóvita, hoje abandonado na selva mas vivo nas tradições locais e nos documentos de arquivo, constitui uma alternativa de interesse comunitário que não só permitiria ampliar nosso horizonte investigativo, mas também contribuiria para destacar com maior ênfase a grande riqueza cultural da região e, sobretudo, a imagem que se tornou invisível dos protagonistas de sua própria história. Este artigo busca fazer aproximações teóricas e metodológicas a partir de fontes primárias e alguns estudos adiantados em outros países.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2007-12-03

Como Citar

López C., L. F. (2007). Los invisibles del Real de Minas. Reflexiones y propuestas en torno al sitio arqueológico de Nóvita Viejo, Alto San Juan-Chocó (Colombia). Siglos XVIII-XIX. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (17), 391-417. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89808

Edição

Seção

Artigos