Pitfalls in DNA extraction from ancient bones found in Brazilian shell-mounds

Autores

  • Daniela Gaeta Arruda Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Psiquiatria
  • Mario Hideo Hirata Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Departamento de Análises Toxicológicas
  • Orlando Cesar de Oliveira Barretto Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Psiquiatria

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89814

Palavras-chave:

Sambaquis, Ossos antigos, Extração de DNA de ossos antigos, PCR de DNA antigo

Resumo

Os autores descrevem suas dificuldades na extração de ácido desoxiribonuclêico (DNA) de ossos encontrados em sambaquis nas praias da ilha de Sta. Carina, SC, Brasil. A presença de ácido húmico, do ácido fúlvico, radicais livres oxidantes e o efeito hidrolítico dos ambientes úmidos degradam o DNA em fragmentos da ordem de 20-30 pares de bases, impedindo qualquer utilização do DNA extraído. Além disso, o ácido húmico e o ácido fúlvico se ligam fortemente ao magnésio, necessário à atividade da Taq-polimerase, impedindo a reação da polimerase em cadeia (PCR). Neste trabalho são discutidos os protocolos utilizados mais eficientes de extração do DNA e de várias condições possíveis de ensaio da PCR.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-03

Como Citar

Arruda, D. G., Hirata, M. H., & Barretto, O. C. de O. (2007). Pitfalls in DNA extraction from ancient bones found in Brazilian shell-mounds. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (17), 461-467. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2007.89814

Edição

Seção

Artigos