O papel das Incertezas - especialmente nas Ciências da Cultura

Autores

  • Tom O. Miller Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89908

Palavras-chave:

Antropologia Sistêmica e a Segunda Cibernética, Sistemas (Socioculturais) Hipercomplexos, Epistemiologia da Ciência

Resumo

Artigo do ponto de vista de um antropólogo/arqueólogo acerca das diversas mudanças na nossa maneira de encarar a Ciência e o Universo em geral e as suas implicações em termos de consequências: a questão da existência espacio-temporal e efeitos observáveis dos fenômenos que não têm existência físico-objetiva no espaço (por exemplo, informação-organização); historicidade, evolução e irreversibilidade, e a tendência moderna de muitos de procurarem fugir das incertezas. Discutem-se, finalmente, novas perspectivas para a Ciência através da utilização, em vez de rejeição, da hipercomplexidade, além da integração complementar desses conceitos com abordagens tradicionais na nova visão emergente de Ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tom O. Miller, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor aposentado do Departamento de Ciências Sociais (agora Departamento de Antropologia) e do Museu "Câmara Cascudo" da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Downloads

Publicado

2010-12-09

Como Citar

Miller, T. O. (2010). O papel das Incertezas - especialmente nas Ciências da Cultura. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (20), 17-30. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89908

Edição

Seção

Artigos