La frontera sinaítica de Egipto. Del 'mapa' de Seti I a la fotografía satelital

Autores

  • Liliana M. Manzi Universidad de Buenos Aires
  • María Violeta Pereyra Universidad de Buenos Aires

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89935

Palavras-chave:

Iconografia, Mapa de Seti I, Karnak, Televos militares, Fronteira do Sinai, Unidades gemorfológicas, Assentamentos fortificados

Resumo

Compara-se a informação geográfica representada nos relevos militares de Seti I, em Karnak, com a geomorfologia do norte do Sinai para elucidar as práticas iconográficas do Reino Novo e discutir a homologação recorrente na bibliografia dos assentamentos arqueológicos localizados na área com as fortalezas mencionadas naquele monumento. Para isso, procedeu-se à análise do registro epigráfico e das unidades geomorfológicas a partir de imagens de satélite, o que permitiu: precisar o sentido das cenas; estabelecer com precisão quais foram os terrenos disponíveis durante o Reino Novo em um ambiente altamente dinâmico: e discutir o papel dos assentamentos de fronteira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2010-12-09

Como Citar

Manzi, L. M., & Pereyra, M. V. (2010). La frontera sinaítica de Egipto. Del ’mapa’ de Seti I a la fotografía satelital. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (20), 293-310. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89935

Edição

Seção

Artigos