Un caso de fisura labiopalatina o "boca-de-lobo" en Makatampu, valle del Rimac, Perú, siglos XV-XVI

Autores

  • Alfredo J. Altamirano Enciso Universidad Nacional Mayor de San Marcos
  • Marco Tulio A. Garcia Zapata Universidade Federal de Goiás. Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89941

Palavras-chave:

Paleopatologia congênita, Fissura labiopalatal, Incas, Endogamia, Índios do Peru

Resumo

É analisado um caso humano procedente do sítio arqueológico de Makatampu, vale do Rimac, costa central do Peru, com uma severa fenda palato-alveolar, gênero feminino, idade 30-35 anos, camponesa serrana que viveu durante o período Ichimay Tardio e instalação do império Inca, séculos XV-XVI d.C. A percentagem 0,41% (um caso) de uma amostra de 241 indivíduos permitiu comparar duas hipóteses, uma de tipo biomédica que propõe que o lábio leporino tem como causa principal o uso exagerado de bebidas alcoólicas e/ou drogas praticadas intensivamente durante as festas oficiais andinas; a segunda hipótese é de cunho etnohistórico e antropológico que aponta que as sociedades da costa central praticavam casamentos endogâmicos no interior do ayllu. Esta evidência paleopatológica se reforça pelo registro pictórico dos huacos antropomórficos Mochica e da filologia indígena que a conheciam como qqoqya (quéchua) e santi (aimará).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-09

Como Citar

Enciso, A. J. A., & Zapata, M. T. A. G. (2010). Un caso de fisura labiopalatina o "boca-de-lobo" en Makatampu, valle del Rimac, Perú, siglos XV-XVI. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (20), 361-380. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89941

Edição

Seção

Artigos