Estudo de cerâmicas do sítio arqueológico Água Limpa (SP) empregando um equipamento portátil de EDXRF

Autores

  • Fábio L. Melquiades Universidade Estadual do Centro-Oeste. Departamento de Física
  • Carlos Roberto Appoloni Universidade Estadual de Londrina. Departamento de Física
  • Taís Pagoto Bélo Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Márcia Angelina Alves Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89944

Palavras-chave:

Fluorescência de Raios X, Cerâmica, Análise não destrutiva

Resumo

O objetivo deste artigo é identificar os elementos químicos presentes em fragmentos cerâmicos do sítio Água Limpa, e associá-los a vários fatores como tecnologia de produção, pigmentação e proveniência. Foi realizada uma análise por Fluorescência de Raios X com Dispersão em Energia (EDXRF) de um conjunto significativo de amostras cerâmicas. A análise é rápida, não destrutiva e sem preparação de amostra. Foram quantificados Ca, Ti, Fe, Mn, An, Rb e Zr, possibilitando caracterizar a composição da pasta cerâmica e os elementos chave da pasta empregada nas pigmentações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taís Pagoto Bélo, Universidade de São Paulo. Museu de Arqueologia e Etnologia

Mestre em arqueologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2010-12-09

Como Citar

Melquiades, F. L., Appoloni, C. R., Bélo, T. P., & Alves, M. A. (2010). Estudo de cerâmicas do sítio arqueológico Água Limpa (SP) empregando um equipamento portátil de EDXRF. Revista Do Museu De Arqueologia E Etnologia, (20), 393-401. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.2010.89944

Edição

Seção

Artigos