[1]
G. da S. Francisco, “Vasos Gregos e Relações Internacionais”, Rev. Mus. Arqueol. Etnol., nº 25, p. 191-213, dez. 2015.