Corrupção: ética ou política

  • Tercio Sampaio Ferraz Junior
Palavras-chave: m i c r o p o l í t i c a e m a c r o p o l í t i c a, co r r u p ç ã o e diferenciação funcional, público e privado, escândalo e mídia

Resumo

Toma-se a corrupção como mito político, a partir da micropolítica como instrumento de exploração de espaços informais na busca de influência (sexo, status, prestígio, reconhecimento), não como poder político. Daí o surgimento da figura do político profissional, distinta da do empresário. Altera-se o ambiente político-social, manifestando-se crescente integração entre opinião pública e imprensa. A corrupção adquire uma nova lógica, alastrando-se para além das limitações de classe. Daí o dilema democrático, envolvendo a violação de lealdades morais e a negociação de valores fundamentais como a própria liberdade, cálculo de sobrevivência que se mede pelo preço

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tercio Sampaio Ferraz Junior
é professor titular aposentado da Faculdade de Direito da USP
Publicado
2017-01-05
Como Citar
Ferraz Junior, T. (2017). Corrupção: ética ou política. Revista USP, (110), 15-28. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i110p15-28
Seção
Dossiê ética e sociedade