Canção popular, Marcos Santos/USP imagens música e poesia: períodos, categorias e níveis de articulação composicional

Autores

  • Sergio Molina Faculdade Santa Marcelina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i111p79-88

Palavras-chave:

música popular, canção, poesia, sonoridades, Antônio Carlos Jobim, Milton Nascimento

Resumo

Este artigo discute a canção popular no que diz respeito aos seus processos composicionais, levando-se em conta tanto os enlaces entre melodia e letra quanto outras operações específicas do artesanato musical que se adensaram no pós-década de 1960. Como estratégia de argumentação, é proposta uma divisão em períodos ao longo do século XX e em categorias no que diz respeito ao peso que a letra ou a música pode assumir em sua interação. Como conclusão, partindo de referenciais de Octavio Paz, exploramos diferenças e semelhanças entre poesia escrita e música, e sugerimos caminhos para um aprofundamento nas análises musicológicas desse objeto multidisciplinar

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Molina, Faculdade Santa Marcelina

é professor da Faculdade Santa Marcelina

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Molina, S. (2016). Canção popular, Marcos Santos/USP imagens música e poesia: períodos, categorias e níveis de articulação composicional. Revista USP, (111), 79-88. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i111p79-88

Edição

Seção

Dossiê música popular brasileira na usp