Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A presença dos EUA na obra infantil de Monteiro Lobato

J. Roberto Whitaker Penteado

Resumo


Monteiro Lobato (1882-1948), além de ter sido contemporâneo de um período de predomínio econômico e político dos EUA em todo o planeta, também sempre manifestou interesse e preocupação com a questão da identidade brasileira e do relativo “atraso” do país em relação ao seu poderoso vizinho. Sua visão talvez se tenha acirrado em função do período que passou naquele país, entre 1926 e 1930, como adido comercial consular. Da análise feita especificamente sobre sua produção infantil transparece a inegável admiração do autor pelas evidentes conquistas materiais, a operosidade ianque e, com frequência, pelo destaque que tinha, na época, a sua produção cinematográfica. Ocorrem, também, a crítica e a ironia. No cômputo geral, o conjunto de todas as menções “americanistas” encontrase balanceado – e até ofuscado – pela verdadeira universalidade do mundo infantil lobatiano, nas quase 5 mil páginas que lhe dedicou o escritor

Palavras-chave


Estados Unidos da América; literatura infantil; identidade nacional; análise literária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i112p11-18

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.