A economia mundial após a crise financeira de 2007 e 2008

Autores

  • Simão Davi Silber Universidade de São Paulo; Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade; Departamento de Economia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i85p82-93

Palavras-chave:

regulamentação, desequilíbrios macroeconômicos internacionais, bolhas nos preços dos ativos, moedas de reserva na economia mundial

Resumo

Este artigo discute as causas e consequências da crise financeira atual. São explicitadas como principais causas da crise atual a desregulamentação e gigantismo da intermediação financeira, os desequilíbrios macroeconômicos entre as principais economias do mundo e a formação de bolhas nos preços dos ativos. As consequências apontadas são as de aumento significativo da regulamentação do mercado financeiro, aumento da coordenação da política macroeconômica internacional, aumento da importância dos países em desenvolvimento na economia mundial e diminuição do papel do dólar como moeda de reserva internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-05-01

Como Citar

Silber, S. D. (2010). A economia mundial após a crise financeira de 2007 e 2008 . Revista USP, (85), 82-93. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i85p82-93