E "Se Você Jurar", "Pelo Telefone", que estou na Missão de Pesquisas Folclóricas?

  • José Geraldo Vinci de Moraes Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de História
Palavras-chave: música, música popular, folclore, historiografia, história

Resumo

A partir das décadas de 1920 e 1930 começam a se esboçar as primeiras escritas sobre a música popular no Brasil. Fundadas na procura ineludível da pureza e originalidade da cultura e da música nacional, elas edificaram projetos e discursos bem distintos para a compreensão de sua história. De modo geral elas se apresentaram de duas maneiras. Aquelas fundadas claramente em certas concepções românticas, nacionalistas e práticas folcloristas, que acabaram se institucionalizando e cujo grande marco é a Missão de Pesquisas Folclóricas (1938). E as narrativas sobre a "nova" música urbana em construção, que seguiram caminhos bem mais tortuosos, construídas por fragmentos críticos da imprensa escrita e radiofônica e em certa prática colecionadora. Essa escrita selecionou e determinou como marco temporal de origem a gravação da canção "Pelo Telefone" (Donga, 1917) e, posteriormente, a de "Se Você Jurar" (Ismael Silva, 1931) como um momento central de mudança modernizadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-11-01
Como Citar
Moraes, J. (2010). E "Se Você Jurar", "Pelo Telefone", que estou na Missão de Pesquisas Folclóricas? . Revista USP, (87), 172-183. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i87p172-183
Seção
Dossiê