O humor gráfico no Brasil pela obra de três artistas: Ângelo Agostini, J. Carlos e Henfil

Autores

  • Waldomiro Vergueiro Universidade de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i88p38-49

Palavras-chave:

imprensa, história do Brasil, humor gráfico

Resumo

A imprensa escrita só chegou ao Brasil com a transferência da família real portuguesa para o país, em 1808. A partir dessa época, a presença do humor gráfico nas publicações brasileiras foi uma constante, não só por atender às necessidades de um povo iletrado, mas também em função do trabalho de grandes artistas gráficos. Três deles, Ângelo Agostini, J. Carlos e Henfil, podem ser vistos como modelares na formação do humor gráfico brasileiro. Os três são analisados neste artigo, que busca discutir a influência de cada um deles na formação de um tipo de humor gráfico que reflete as características da cultura brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-02-01

Como Citar

Vergueiro, W. (2011). O humor gráfico no Brasil pela obra de três artistas: Ângelo Agostini, J. Carlos e Henfil . Revista USP, (88), 38-49. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i88p38-49

Edição

Seção

Dossiê