Crônicas da Mula Manca: humorismo e lingugem radiofônica no Brasil do pós-guerra

Autores

  • Theophilo Augusto Pinto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i88p74-87

Palavras-chave:

humor, rádio, programas humorísticos, linguagem radiofônica

Resumo

Nos primeiros quinze anos do rádio comercial no Brasil aparece o que chamamos de a invenção da audiência radiofônica. Como consequência, alguns debates entraram em pauta sobre a melhor maneira de se criar forma e conteúdo para ele. Propomos uma reflexão, por meio de alguns programas humorísticos do período, sobre como as representações do que seria "próprio" para o rádio foram testadas, respeitadas e, às vezes, transgredidas, concentrando-nos num episódio de 1947 envolvendo a marcha carnavalesca "Eu Quero É Rosetar".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-02-01

Como Citar

Pinto, T. A. (2011). Crônicas da Mula Manca: humorismo e lingugem radiofônica no Brasil do pós-guerra . Revista USP, (88), 74-87. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i88p74-87

Edição

Seção

Dossiê