A Amazônia Azul: recursos e preservação

  • Belmiro M. Castro Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
  • Frederico P. Brandini Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
  • Marcelo Dottori Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
  • João F. Fortes Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
Palavras-chave: Amazônia Azul, Zona Econômica Exclusiva, recursos marinhos, conservação

Resumo

A área ocupada pela Zona Econômica Exclusiva (ZEE) brasileira e suas extensões é estimada em 4,5 milhões de quilômetros quadrados, sendo mais do que a metade da área do Brasil continental. Essa área marinha sobre a qual o Brasil exerce alguma forma de soberania tem sido denominada “Amazônia Azul”. Apesar do enorme potencial de recursos existentes na ZEE, tais como recursos vivos, recursos minerais, recursos energéticos e recursos não extrativos, alguns já em exploração, a percepção dos brasileiros a respeito do seu mar e dos seus recursos ainda é incipiente. Uma das consequências da falta de mentalidade marítima é a exploração nem sempre sustentável dos recursos da ZEE brasileira

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Belmiro M. Castro, Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP)
Frederico P. Brandini, Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP)
Marcelo Dottori, Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP)
João F. Fortes, Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
mestrando do IO-USP
Publicado
2017-06-06
Como Citar
Castro, B., Brandini, F., Dottori, M., & Fortes, J. (2017). A Amazônia Azul: recursos e preservação. Revista USP, (113), 7-26. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i113p7-26
Seção
Dossiê Amazônia Azul