Combates à xenofobia, ao racismo e à intolerância

  • Paulo Daniel Farah Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Palavras-chave: refugiados, imigrantes, xenofobia, racismo, intolerância.

Resumo

Numa conjuntura de crescente xenofobia,racismo, discriminações e generalizações contra imigrantes e refugiados, são recorrentes os questionamentos sobre como mudar esse quadro e acerca do papel do Sul global. Analisam-se aqui iniciativas de judicialização contra pessoas que incitam ao ódio e à violência, e ações educativas e de conscientização/humanização, promovidas por um centro de pesquisa, educação, cultura e ações sociais, a Bibli-Aspa, que tem entre suas temáticas principais as migrações e refúgios. Entre outros programas educativos, observam-se os de língua portuguesa e cultura brasileira, língua e cultura árabe, francês e cultura africana, árabe ou haitiana, inglês e cultura africana ou árabe, espanhol e cultura sul-americana, crioulo haitiano, história, literatura, arqueologia, gastronomia e artesanato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Daniel Farah, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
é professor da FFLCHUSP, diretor do NAP Brasil-África da USP e membro do grupo Diálogos Interculturais do IEA-USP
Publicado
2017-09-16
Como Citar
Farah, P. D. (2017). Combates à xenofobia, ao racismo e à intolerância. Revista USP, (114), 11-30. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i114p11-30
Seção
Dossiê Interculturalidades