Saúde mental, interculturalidade e imigração

  • Sylvia Dantas Universidade Federal de São Paulo. Departamento de Medicina Preventiva Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Palavras-chave: imigração, saúde mental, abordagem intercultural psicodinâmica.

Resumo

Os deslocamentos e seus contatos interculturais apresentam desafios subjetivos profundos tanto para quem migra como para as sociedades que recebem os novos grupos. A imigração e refúgio demandam mudanças institucionais para as quais o país precisa se preparar. Ao lado de iniciativas exitosas de acolhimento presenciamos situações de discriminação, estigmatização e patologização por parte de uma sociedade comumente vista como hospitaleira. A partir de nossas pesquisas na USP e na Unifesp de atendimento e orientação psicológica intercultural a imigrantes, retornados e refugiados, apresentamos a formulação de um novo modelo de compreensão do fenômeno migratório, a abordagem intercultural psicodinâmica, ilustrada através de estudos de caso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sylvia Dantas, Universidade Federal de São Paulo. Departamento de Medicina Preventiva Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
é professora do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenadora do grupo Diálogos Interculturais do IEA-USP.
Publicado
2017-09-16
Como Citar
Dantas, S. (2017). Saúde mental, interculturalidade e imigração. Revista USP, (114), 55-70. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i114p55-70
Seção
Dossiê Interculturalidades