Sobre a prática da tortura no Brasil

  • Paulo Endo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: tortura, direitos humanos, violência de Estado, corpo

Resumo

Este artigo apresenta um quadro comparativo entre as recomendações do relatório de Nigel Rodley sobre a tortura em sua visita ao Brasil no ano 2000 e, mais de 15 anos depois, o que foi relatado pelos membros do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura em visita a locais de detenção pelo país. Tal comparação deixa evidente que as práticas de tortura no Brasil não apenas não cederam, como, de diversas maneiras, se aprofundaram e se enraizaram como prática corriqueira cometida pelas instituições e agentes do Estado brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Endo, Universidade de São Paulo

é psicanalista, professor associado da Universidade de São Paulo e coordenador do Grupo de Pesquisa em Direitos Humanos, Democracia, Política e Memória do IEA-USP.

Publicado
2018-11-06
Como Citar
Endo, P. (2018). Sobre a prática da tortura no Brasil. Revista USP, (119), 43-58. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i119p43-58
Seção
dossiê direitos humanos