Políticas dos direitos humanos

compliance , dissenso, estética da existência

  • Andrei Koerner Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
  • Marrielle Maia Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Economia
Palavras-chave: direitos humanos, direito internacional, compliance, ontologia do presente, pensamento crítico

Resumo

O artigo apresenta trabalhos acadêmicos sobre compliance dos Estados com normas internacionais de direitos humanos e critica os modos de objetivação e de subjetivação produzidos por eles. São abordados o seu modelo de análise, os seus pressupostos sobre o direito internacional e suas implicações práticas, contrapondo-os com outras perspectivas teóricas. O objetivo é explorar as bases de um pensamento crítico que ultrapasse os termos do debate atual sobre as políticas de direitos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrei Koerner, Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas

é professor associado do Departamento de Ciência Política do IFCH/ Unicamp, presidente do Cedec, pesquisador do INCT-Ineu e integrante do GPDH/IEA da USP.

Marrielle Maia, Universidade Federal de Uberlândia. Instituto de Economia

é professora de Relações Internacionais no Ieri/UFU, coordenadora do Núcleo de Pesquisas e Estudos em Direitos Humanos, associada ao Cedec e pesquisadora do INCT-Ineu.

Publicado
2018-11-06
Como Citar
Koerner, A., & Maia, M. (2018). Políticas dos direitos humanos. Revista USP, (119), 87-100. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i119p87-100
Seção
dossiê direitos humanos