Historicidade sem crenças

  • Maria do Socorro Fernandes de Carvalho Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Gregório de Matos, literatura, retórica

Resumo

Este texto propõe uma reflexão sobre alguns aspectos das edições contemporâneas de textos seiscentistas. A partir da publicação dos livros elaborados pelos professores João Adolfo Hansen e Marcello Moreira, aborda-se a demanda por acuidade filológica e o exercício da historicidade no trato de textos escritos no século XVII, especialmente aqueles que circularam na manuscritura. Este texto, portanto, incide sobre questões concernentes à edição de poesia, referindo aspectos do domínio da história do livro e da cultura escrita, da historiografia da literatura nacional, de retórica e poética, enfrentando o recortado sincrônico que os processos de continuidade e descontinuidade imprimem aos modelos e imitações poéticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-05-06
Como Citar
Carvalho, M. do S. (2019). Historicidade sem crenças. Revista USP, (121), 31-44. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i121p31-44
Seção
dossiê: artes & letras