Palavra não puxa palavra: história e ficção em José Saramago

Autores

  • Maria do Socorro Fernandes de Carvalho Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i125p25-36

Palavras-chave:

verdade, história, crônica, ficção, literatura

Resumo

Este texto aprecia o livro História do cerco de Lisboa (1989) de José Saramago abordando a questão teórica das fontes primárias do relato historiográfico, conforme foi ficcionalizado no enredo deste romance. Raimundo Silva, o revisor, vive na trama o dilema do historiador defrontado com um dado factual cujo relato considera falso. A relação entre ficção e história aparece nos prólogos das crônicas humanistas portuguesas que o narrador afirma serem as fontes primárias da personagem: neste artigo atesta-se serem elas igualmente fontes sobre a história nacional para o autor empírico do livro. Fala-se sobre a ideia de “erudição histórica” e os limites entre os dois gêneros prosaicos: crônica e historiografia contemporâneas, em possível diálogo com o romance Claraboia (2011), publicado postumamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Socorro Fernandes de Carvalho, Universidade Federal de São Paulo

Maria do Socorro Fernandes Carvalho é professora de Literatura Portuguesa da Universidade Federal de São Paulo e autora de Poesia de agudeza em Portugal (Edusp)

Referências

BRANDÃO, António. Monarquia lusitana. Terceira e quarta partes. Disponível em: http://purl.pt/14116/1/index.html#/11/html. Acesso em: 3/2/2020.

BRANDÃO, Jacyntho Lins. Como se deve escrever a história: Luciano de Samósata. Tradução, notas, apêndices e ensaio. Belo Horizonte, Tessitura, 2009.

LOPES, Fernão. Crónicas de Fernão Lopes. Org. Maria Ema Tarracha Ferreira. Lisboa, Ulisseia, 1988.

LOPES, Fernão. Crónica de D. João I: textos escolhidos. Org. Teresa Amado. Castelo Branco, Seara Nova/Editorial Comunicação, 1980.

LOPES, Fernão. Quadros da Crônica de D. João I. Direção Rodrigues Lapa. Belo Horizonte, Itatiaia, 1960.

LUCIANO. “Arte histórica de Luciano Samosateno, traduzida do grego em duas versões portuguesas pelos Reverendos Padres Fr. Jacinto de S. Miguel, Cronista da Congregação de S. Jerônimo, e Fr. Manoel de Santo Antonio, Monge da mesma Congregação em Portugal” [Lisboa Ocidental, Off. da Música, 1733], in João Kennedy Eugênio (org.). Ficção e história: encontros com Luciano. Teresina, EDUFPI, 2010.

SARAIVA, António J.; LOPES, Óscar. História da literatura portuguesa. Porto, Porto Ed., 1979.

SARAMAGO, José. Memorial do convento – romance. 18ª. ed. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1996. SARAMAGO, José. Cadernos de Lanzarote. Diário – II. Lisboa. Editorial Caminho, 1995.

SARAMAGO, José. O ano da morte de Ricardo Reis. São Paulo, Planeta De Agostini, 2003.

SARAMAGO, José. Claraboia. São Paulo, Companhia das Letras, 2011.

SARAMAGO, José. História do cerco de Lisboa. Obras completas 3. São Paulo, Companhia das Letras, 2015.

Downloads

Publicado

2020-07-30

Como Citar

Carvalho, M. do S. F. de. (2020). Palavra não puxa palavra: história e ficção em José Saramago. Revista USP, (125), 25-36. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i125p25-36

Edição

Seção

Dossiê Saramago