O palco dos modernos: o teatro e a Semana de 22

Autores

  • Ferdinando Martins Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i94p83-92

Palavras-chave:

Semana de Arte Moderna de 1922, Teatro Municipal de São Paulo, teatro brasileiro, São Paulo, modernismo.

Resumo

Ainda que ausente nos três dias de apresentações, são muitos os fios que ligam a modernização do teatro brasileiro à Semana de 22. A própria construção do Teatro Municipal de São Paulo, iniciada em 1903 e concluída em 1911, inseria-se em uma perspectiva mais abrangente de alinhar as manifestações artísticas brasileiras às vanguardas europeias, projeto levado a cabo pela elite paulista que desembocará, décadas mais tarde, nas manifestações do Teatro Brasileiro de Comédia e do Teatro Oficina. Este artigo visa colocar em evidência as múltiplas manifestações teatrais na cidade no período da Semana e indicar as linhas de  desenvolvimento engendradas a partir desse evento singular da história cultural no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ferdinando Martins, Universidade de São Paulo (USP)

Professor da ECA-USP, vice-diretor do Teatro da USP
e coordenador do Programa USP Diversidade.

Downloads

Publicado

2012-08-30

Como Citar

Martins, F. (2012). O palco dos modernos: o teatro e a Semana de 22. Revista USP, (94), 83-92. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i94p83-92