Projeção do Brasil no Atlântico Sul: geopolítica e estratégia

Autores

  • Wanderley Messias da Costa Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i95p9-22

Palavras-chave:

Atlântico Sul, projeção do Brasil, soberania brasileira, zona econômica exclusiva, plataforma continental.

Resumo

O alargamento do entorno regional e estratégico do Brasil corresponde ànova escala de interesses, oportunidades e influência de um país que seconsolida como potência econômica no cenário internacional e que temfeito do domínio e da exploração dos recursos do mar uma das suas maispromissoras fontes de riqueza. A inflexão nos rumos do desenvolvimentodo país na direção do Atlântico Sul nos últimos trinta anos expressa aconjugação de vetores de largo espectro e longa duração. Essa conquistavem sendo processada pela aplicação bem-sucedida de estratégia quecombina ações contínuas no campo diplomático, esforço nacional depesquisa na ampla área das ciências do mar e investimentos que visamfortalecer a capacidade militar do país para fazer frente aos seus desafiosde segurança & defesa em geral e no Atlântico Sul em particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wanderley Messias da Costa, Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Professor titular do Departamentode Geografiada FFLCH-USP, superintendentede Relações Institucionais da USP e autor de, entreoutros, Geografia Política e Geopolítica: Discursos sobre o Territórioe o Poder (Edusp).

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Costa, W. M. da. (2012). Projeção do Brasil no Atlântico Sul: geopolítica e estratégia. Revista USP, (95), 9-22. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i95p9-22

Edição

Seção

Dossiê