[1]
N. SEVCENKO, O OUTONO DOS CÉSARES E A PRIMAVERA DA HISTÓRIA, Rev. USP, nº 54, p. 30-37, ago. 2002.