Caso Norín Catrimán e outros (dirigentes, membros e ativista do povo indígena Mapuche) vs. Chile e a proteção internacional dos povos indígenas

Autores

  • Maria Olívia Ferreira Ferreira Silveira
  • Felipe Nicolau Pimentel Alamino

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v113i0p721-736

Palavras-chave:

Mapuche, Povos Indígenas, Direito Internacional

Resumo

O presente artigo busca analisar o caso Norín Catrimán e outros (dirigentes, membros e ativista do povo Indígena Mapuche) vs. Chile perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Para tanto, primeiramente delinear-se-á histórico do povo Mapuche no Chile para então adentrar ao relato do caso e, posteriormente, tecer aspectos sobre a proteção internacional dos povos indígenas. O estudo conclui que com os julgamentos da Corte Interamericana de Direitos Humanos, bem como com os esforços internacionais em se estabelecerem marcos legais para a proteção internacional dos povos indígenas, há grandes avanços na matéria, não apenas no plano de direitos humanos como também no direito trabalhista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Como Citar

Silveira, M. O. F. F., & Alamino, F. N. P. (2018). Caso Norín Catrimán e outros (dirigentes, membros e ativista do povo indígena Mapuche) vs. Chile e a proteção internacional dos povos indígenas. Revista Da Faculdade De Direito, Universidade De São Paulo, 113, 721-736. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v113i0p721-736

Edição

Seção

Estudos sobre a proteção internacional de minorias